Você está aqui: Página Inicial > Manuais navegáveis > Diretrizes da Identidade Padrão (versão resumida)

Manual de Diretrizes da Identidade Padrão (versão resumida)

Informações que você precisa saber sobre:

Clique nos principais temas desse manual resumido:

Botão - ApresentaçãoBotão - Pilares
Botão - Elementos da Identidade PadrãoBotão - Boas práticas de conteúdo editorial


Apresentação

A Identidade Padrão de Comunicação Digital do Poder Executivo Federal é um conjunto de diretrizes, orientações, padrões e modelos recomendados para adoção pelos sites governamentais.

Com a Identidade Padrão, a Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República (Secom) espera alcançar os seguintes objetivos:

Qualificar a comunicação, permitindo que o cidadão encontre, com mais facilidade, as informações sobre as políticas públicas, equipamentos e serviços ofertados pelo Governo Federal;

Padronizar as propriedades digitais (ambientes digitais que possuem gestão e chancela de um órgão do governo) e alinhar a estratégia de comunicação dos órgãos do Poder Executivo Federal;

Padronizar as soluções digitais dos órgãos públicos federais e alinhar as informações com foco no cidadão;

Garantir o acesso a todos, independentemente da forma ou dispositivo de conexão, garantindo a acessibilidade digital e o acesso a qualquer momento.

Para apoiar a adoção da Identidade Padrão pelas equipes de comunicação dos órgãos federais (Instrução Normativa nº 08, de 19/12/2014), a Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República (Secom) criou esse manual que orienta sobre as diretrizes do projeto.

Acesse a íntegra do manual completo (versão em HTML).

Acesse a íntegra do manual completo (versão em PDF).

>voltar para o sumário

Pilares de comunicação

A Identidade Padrão de Comunicação Digital prevê que os sites governamentais estejam comprometidos com os seguintes conceitos:

- Foco no público
Todo conteúdo deve ser pensado para atender ao público em geral.

- Experiência digital comum
O cidadão não deve ter dificuldade em conseguir informações ao acessar qualquer propriedade digital do Governo Federal. A padronização do formato e dos conteúdos é essencial para que o usuário identifique, imediatamente, que está navegando em uma página oficial e qual o órgão está consultando.

- Acessibilidade
Segundo o Decreto nº 5.296, de 2004, que torna obrigatória a implementação dos critérios de acessibilidade, a Identidade Padrão de Comunicação Digital do Poder Executivo Federal busca garantir o acesso a todos, independentemente da forma ou dispositivo de conexão, assegurando a acessibilidade digital e o acesso ubíquo

- Economicidade
São premissas: o uso ampliado, o desenvolvimento colaborativo e a replicação de soluções digitais para o reaproveitamento das ferramentas já organizadas e pré-formatadas.

>voltar para o sumário


Elementos da Identidade Padrão

A Identidade Padrão de Comunicação Digital do Poder Executivo Federal conta com elementos que auxiliam na construção de uma unidade na presença digital dos órgãos que integram o Sistema de Comunicação de Governo do Poder Executivo Federal (Sicom).

Confira cada um deles:

- Barra de identidade visual de governo

Identifica, padroniza e integra os sites e portais da esfera federal. Ela também dá acesso ao Portal Brasil, às informações públicas de acordo com a Lei de acesso à informação, aos canais de participação social, ao portal de serviços prestados pelos diversos órgãos, página com toda a legislação brasileira e link para os canais de comunicação do Governo Federal.

- Portal Institucional Padrão

Tem, por essência, a função de esclarecer a atuação do órgão e dispor das informações institucionais do órgão. No Portal, também devem estar representadas todas as secretarias, departamentos e demais áreas de gestão, não cabendo para estas o desenvolvimento de sites próprios. 

Conheça a seguir a estrutura fixa do Portal Institucional Padrão:

>Cabeçalho: possui a estrutura básica de identidade do portal. Contém a identificação do órgão, atalhos e recursos de acessibilidade, idiomas, busca, redes sociais, serviços e contato.

>Barra de serviços: localizada em toda a extensão inferior do cabeçalho, a barra compreende itens relacionados a perguntas frequentes, contatos e área de imprensa do órgão.

>Barra de destaque: localizada abaixo da barra de serviços e acima da coluna de menus e miolo. Reúne links para acesso rápido a ações, programas ou qualquer item de destaque que não seja perene, como campanhas, por exemplo.

>Coluna de menus: Dividida em áreas quentes (menu superior) e áreas frias (parte do menu inferior), possui até três níveis de menu. De cima para baixo, possui estrutura padrão: menu de relevância, menu principal, menu Acesso à Informação e Centrais de conteúdos.

>Rodapé: deve possuir a lista de links de primeiro nível do portal, com exceção dos menus Acesso à Informação e Centrais de Conteúdos. Permite o acesso rápido e funciona como um atalho para os principais itens do site.

>Barra inferior: localizada abaixo do rodapé, acomoda o selo da Lei de Acesso à Informação e também a marca do Governo Federal.

>Módulos: para conhecer todas as formas de destaque de textos, fotos, vídeos e áudios previstas pela identidade Padrão, acesse o Guia de Estilo do Portal Institucional Padrão.

>Notícias: devem conter chapéu (uma palavra-chave colocada acima do título de um texto), título, linha fina (ou subtítulo), palavras-chaves, termos do Vocabulário Controlado do Governo Eletrônico (VCGE), além do próprio texto em si. 

>Temas: a Identidade Padrão indica quatro temas de livre escolha aos órgãos: verde, amarelo, azul e branco.

- Planos e Programas

Os órgãos do Poder Executivo Federal que possuírem planos e programas deverão disponibilizar informações e serviços de utilidade pública de maneira uniforme, organizada e acessível para seus públicos. Acesse aqui o manual completo para saber quais as características específicas desses canais e como aplicá-las (a partir da página 34).

- Página de Destaques

O objetivo principal da Página de Destaque é criar uma identidade visual própria desvinculada do portal em que estiver hospedada para realçar as mensagens institucionais, de utilidade pública e para ampliar a divulgação de um tema ou evento de caráter temporário, realizados pelos órgãos que compõem o Poder Executivo Federal.

As características principais são:
- ser agregadora de conteúdos sobre o tema que estão espalhados pelo portal oficial do órgão federal;
- ter o miolo como área nobre;
- permitir a aplicação de uma imagem de fundo (background ou BG) na área de miolo;
- possuir uma coluna de menus vertical, o que aumenta o grid (espaço destinado à aplicação de módulos de visualização) do miolo da capa para 960 pixels de largura.

Para saber mais detalhes sobre a estrutura da Página de Destaque, clique aqui.

>voltar para o sumário

 

Boas práticas de conteúdo editorial

- Redação, estilo e edição

Escrever de maneira simples, direta e concisa é a chave para ser compreendido pelo maior número possível de usuários, dos cidadãos brasileiros de todos os perfis e até os leitores estrangeiros. Para isso, a linguagem dos sites governamentais deve ser inclusiva e acessível, observando as seguintes recomendações de redação.

Confira algumas recomendações importantes na produção de textos governamentais:
- construa frases, linha-fina e textos na ordem direta (sujeito/verbo/predicado);
- prefira os parágrafos curtos; o mesmo vale para títulos;
- repita palavras-chave, mas não abuse;
- evite o efeito sublinhado;
- evite adjetivos vagos ou que expresse juízo de valor;
- numere itens dentro do texto;
- evite os artigos indefinidos.
- sempre releia os textos antes de publicá-los;
- abuse do verbo infinitivo, e evite o gerúndio;
- opte sempre pelo vocabulário acessível e deixe de lado o mais técnico;
- evitar clichês, cacoetes e metáforas desgastadas.

Confira a lista completa de recomendação e também as novas regras ortográficas clicando aqui.

- Tagueamento

O SEO (Search Engine Optimization) ou Otimização de Sites (em português) é a utilização de técnicas empregadas na programação da página e atualização de conteúdo para melhorar o posicionamento no ranking de resultados de busca.

As palavras-chave ou tags são os termos usados pelos usuários para pesquisar nos sistemas de busca. Quando escrevemos uma palavra ou frase em um buscador, recebemos uma página de resultados com links de sites que possuem conteúdo relevante relativo ao termo digitado. Portanto, a escolha correta das palavras-chave é imprescindível para posicionar o site entre os primeiros resultados dos buscadores.

Confira dicas de tagueamento na galeria no topo desta página 

Saiba mais sobre o  Vocabulário Controlado do Governo Eletrônico (VCGE).

>voltar para o sumário